Receitas

Pudim de cenoura e laranja

E QUANDO UM VEGETAL E UM FRUTO SE JUNTAM DÁ… PUDIM! Para mim são almas gémeas: cenoura e laranja. É sempre uma combinação vencedora. E nesta versão de sobremesa confirma-se! 

 

A cenoura e a laranja são dois alimentos que adoro. Quer um, quer outro trazem imensos benefícios para a nossa saúde. E sim, como diz o ditado: “Faz bem aos olhos!”

Desta vez optei pelo mais improvável, pois eu não sou apreciadora de pudins. Desde o seu sabor, à sua textura, a falta de sentir o crocante nunca me entusiasmou. O único pudim que gosto é o Pudim de Pão. Mas agora o primeiro lugar do pódio vai para o meu Pudim de cenoura e laranja. Não é crocante mas é denso, e o sabor é divinal. (Estou uma presunçosa com esta minha receita… )

Assim só tenho de partilhar esta minha última invenção culinária.

Ingredientes:

  • 500g cenouras
  • 2 laranjas (casca+sumo)
  • 2 paus de canela
  • pitada de sal
  • água q.b.
  • bebida vegetal q.b. (usei de arroz)
  • 1 c. sopa kuzu (pode ser substituído por amido de milho)
  • 1 c. sopa agar-agar em flocos
  • 300 ml geleia de arroz

Começa por colocar num tacho a cenoura, a casca das laranjas (sem a parte branca para não amargar), os paus de canela, o sal e a água até cobrir. Deixar cozinhar lentamente, com o tacho tapado, até a cenoura estar cozinhada.

Entretanto, numa taça, dissolve o kuzu ou o amido de milho com um pouco de bebida vegetal.

Espreme o sumo das duas laranjas e adiciona bebida vegetal até perfazer os 800 ml. A este líquido adiciona o kuzu ou o amido de milho dissolvido, a agar-agar, a geleia de arroz e leva ao lume por mais ou menos 10 minutos (tem de ferver), mexendo sempre.

Depois escorre a cenoura cozida, retira a casca das laranjas e os paus de canela e junta ao preparado anterior. Tritura tudo com uma varinha mágica até ficar bem cremoso.

Pincela uma forma com geleia de arroz. Eu utilizei uma forma com formato rectangular. A apresentação é diferente da tradicional e facilita o corte de fatias, ficam bem direitinhas.

Finalmente é só verter todo o preparado na forma e levar ao frio.

Desenforma para uma travessa e para ficar ainda mais bonito podes decorar ao teu gosto, pois os olhos também comem! Desta vez optei pelas flores comestíveis. Encontras à venda em qualquer hipermercado (na secção dos vegetais). 

Espero no instagram/facebook a partilha de foto da tua reprodução desta receita. Conta-me o que achaste desta saudável maravilha.

Curiosidade: Utilizado há milhares de anos no Oriente, o kuzu é  o amido da raiz de uma planta. É utilizado na culinária como espessante de estufados, molhos e sobremesas, e tem também efeito medicinal. Sabe mais em:

https://www.institutomacrobiotico.com/pt-pt/imp/artigos/alimentacao/plantas-terapeuticas

Até Já.

Alexandra

 

Todas as imagens, textos e outros conteúdos deste blog são de minha autoria, salvo referência em contrário. A grande maioria das imagens aqui publicadas podem também ser visualizadas nas minhas páginas @alexandrapereirablogger Instagram e @alexandrapereirablogger Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *